Trends

Estádios da Copa do Mundo – pt. 3

A boa notícia é que a gente adora falar sobre arquitetura esportiva, mesmo que seja apenas umas pinceladas. A má é que a Copa está chegando ao fim e com ela nossa série de postagens sobre os estádios-sede russos. Confira, então, nosso terceiro episódio sobre essas magnificas construções:

 

1 – Nizhny Novgorod Stadium

Devido à sua localização vantajosa no rio Volga, a cidade de Nizhny Novgorod se tornou o principal centro comercial da Rússia no século XIX. Por ser rica, tornou-se uma das cidades mais tradicionais e belas da Rússia. É nela que está localizada o Kremlin, um dos complexos arquitetônicos mais legais da Europa.

O novo estádio de Nizhny Novgorod foi construído na área histórica conhecida como Spit, na confluência dos dois principais rios: o Volga e o Oka, tendo uma vista incrível para o Kremlin. O seu design segue o estilo clássico, o qual usa uma paleta de branco e azul que está associada à natureza da região do Volga e aos elementos da água e do vento. Após a Copa, a arena foi projetada para uso multifuncional, servindo como local para shows e eventos culturais e de entretenimento. O seu design possibilita a utilização do seu lobby e salão principal para exposições e apresentações.

Capacidade: 43.100
Custo: U$ 250 milhões de dólares.

 

2 -Rostov Arena

 

Rostov Arena está situada na cidade de Rostov-on-Don, às margens esquerdas do rio Don. Impulsionada por sua escolha como cidade-sede, Rostov-on-Don está se expandindo em tamanho, especialmente na região próxima ao estádio, onde as instalações turísticas e os restaurantes locais têm tradicionalmente atraído moradores e visitantes do país inteiro.

O design original – feito pelo estúdio Populous – da Rostov Arena combina harmoniosamente com a paisagem da região, fundindo-se. A forma do telhado da arena imita o curso do rio Don. As diferentes alturas das arquibancadas permitem aos espectadores ver não apenas o que está acontecendo em campo, mas também apreciar a vistas da cidade inteira. Depois da Copa, o clube FC Rostov usará as instalações.

Capacidade: 45.000
Custo: U$ 250 milhões de dólares.

 

3 – Krestovsky Stadium

O Krestovsky Stadium fica na cidade de  São Petersburgo – a cidade mais “ocidentalizada” russa – em uma ilha de mesmo nome, cercada pelo rio Neva, na baia do Golfo da Finlândia. O local é uma ilha muito bela, com vários parques e locais para práticas esportivas. A obra foi um dos primeiros estádios a ficar pronto, em abril 2017, para receber a Copa das Confederações – uma espécie de teste para a Copa do Mudo.

Entretanto, muita polêmica envolveu o estádio; que durante sua construção recebeu várias denuncias de trabalho escravo e de corrupção, uma vez que o seu custo total  foi quase 600% maior do que o previsto. Após a copa, o estádio vai ser usado pelo Zenit, um clube bem tradicional do país. O projeto, do arquiteto japonês Kisho Kurokawa, se destaca por vários fatores, sendo a principal atração um telhado retrátil para proteção durante os rigorosos invernos.

Capacidade: 64.000
Custo: U$ 4,5 bilhões de reais.